Portal do Governo Brasileiro

Esclarecimentos sobre o processo de auditoria

A auditoria dos votos tem como principal objetivo garantir a integridade e a transparência ao processo de votação.

Principais critérios e esclarecimentos:

  • 1. O eleitor deveria seguir os passos para votação, conforme descrito no site. O processo tinha início com o cadastro, passando pela ativação do registro por meio de link recebido no endereço de e-mail indicado até a finalização do voto, quando a ação do voto era concluída.
  • 2. O eleitor deveria atender aos seguintes requisitos:
      2.1. Ter idade entre 14 e 18 anos, na data do cadastro.
      2.2. O eleitor só poderia votar uma vez e em UM ÚNICO CANDIDATO
      2.3. Utilizar seu nome, CPF, data de nascimento e um endereço de e-mail válido;
      2.4. Utilizar endereços de e-mail válidos. Conforme informado, cadastros preenchidos com caixas de e-mail temporárias   tiveram votos invalidados;
  • 3. Intervalos das verificações
      3.1. A primeira verificação foi feita no dia 28/11 durante a divulgação do quantitativo parcial dos votos.
      3.2. Finalizado o prazo para votação, foi feita nova auditoria, que englobou a análise de todos os votos recebidos pelos   candidatos durante o período de 26 a 30/11 e no dia 03/12. Esta auditoria teve como objetivo recontar e verificar a   validade dos votos recebidos por cada candidato, sendo possível detectar e corrigir as distorções ocorridas durante o   processo.
  • 4. Da responsabilidade do MEC e da utilização de dispositivos e recursos computacionais fora da infraestrutura do Ministério da Educação:
      4.1. É responsabilidade do MEC manter, durante todo o processo, salvo motivo de força maior, o site PJM para acesso,   consulta e votação em período determinado, se resguardando ao direito alteração ou prorrogação de prazos caso seja   necessário para o bom andamento do processo. Cabe esclarecer que a decisão de reabrir o processo de votação no dia   03/12 de 12h às 18h foi necessária para compensar algumas falhas e atrasos, a fim de cumprir o tempo de votação.
      4.2. O MEC não se responsabiliza, em nenhuma hipótese, por falhas ou prejuízos ocorridos por mau funcionamento   e/ou indisponibilidade de recursos computacionais e de rede de computadores ou plataformas de terceiros utilizados   para acessar o sistema de votação ou, ainda, por falhas no recebimento de mensagens trafegadas por provedores de   internet ou de e-mail.

Obs.: A Coordenação do Parlamento Juvenil do MERCOSUL continuará averiguando procedimentos e ações que possam estar em divergência com normas e regras do PJM, sedo possível a aplicação de sanções conforme o regulamento.

Resultado Oficial PJM 2018

Clique na sigla do estado para conhecer os Candidatos Eleitos

PJM 2018

Resultados
  • 1. A quantidade de votos recebida por cada candidato será divulgada em dois momentos: primeira parcial dia 28/11 de 8h as 23h (horário de Brasília) e uma segunda parcial dia 01/12 de 8h as 23h (horário de Brasília);
  • 2. O resultado final e oficial será divulgado dia 10/12 a partir das 14h (horário de Brasília).
Auditoria e sanção por fraude
  • 1. Entre os dias 01 e 09/12 os votos passarão por auditoria para verificar todo tipo de fraude no processo;
  • 2. ATENÇÃO: O candidato que tiver votos invalidados por fraude, terá sua candidatura cancelada, o professor orientador será notificado e essa informação poderá ser divulgada no perfil do candidato para dar transparência ao processo.

Seleção 2018

Calendário

17/10 a 25/11
Período para Campanhas
Candidato, faça sua campanha! Apresente seu projeto, divulgue-o no site e em suas redes sociais para que os estudantes do seu estado possam te conhecer!

PJM na mídia

pjm_ensino_medio
Serem protagonistas da própria história é o desejo dos alunos que estão participando nesta sexta-feira, 04, da ...

 

Parceiros

Contato

Parlamento juvenil do Mercosul
Assessoria Internacional Ministério da Educação
Se ainda tiver dúvidas entre em contato pelo telefone (61) 2022-7885